Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

10
Jan 16

A é o Afonso, que acha o comer insonso.

B é a Beatriz, que partiu o nariz.

C é a Cidália, que come uma sandália.

D é a Daniela, que faz chichi na chinela.

E é a Elisa, a cuspir numa camisa.

F é o Francisco, a comer um petisco.

G é a Guilhermina, que vende café na esquina.

H é o Hugo, que vai ao Luxemburgo.

I é a Inês, que foi comer a um restaurante chinês.

J é o João, que destrói o Japão.

K é a Kiara, que namora com uma arara.

L é o Lourenço, que é branco como um lenço.

M é o Marco, que bebe um arco.

N é o Nuno, que é noturno.

O é a Olímpia, que o carro limpa.

P é o Paulino, a tocar violino.

Q é o Quico, que vomitou no penico.

R é o Rafael, a fazer cocó no papel.

S é a Susana, que escreve com uma cana.

T é o Tiago, que transformou um macaco num lago.

U é o Ulisses, que gosta de parvoíces.

V é o Vasco, que frita o damasco.

W é a Wira, que vê a avó Palmira.

X é a Xana, que tem a casa feita de banana.

Y é o Yuri, que manda no júri.

Z é o Zé, a coçar o pé.

 

Alunos dos 3.º e 4.º anos (ao jeito de Luísa Ducla Soares)

publicado por ebcoucinheira às 20:43

07
Out 15

     Ao jeito de Luísa Ducla Soares, os alunos dos 3.º e 4.º anos puseram a sua imaginação a trabalhar e escreveram umas belas quadras com rimas e tudo! Para acompanhar, fizeram uma flor de cerejeira em origami, de forma colaborativa (um aluno cada pétala).

IMG_3820.JPG

 

Semeei na minha quinta

uma pessoa humilde.

Nasceu de lá

a professora Benilde.

(Matilde Botas)

 

Semeei na minha quinta

A escola da Coucinheira .

E de lá nasceu

uma grande brincadeira

(Maria Oliveira)

 

Semeei na minha quinta

uma caneca.

E de lá nasceu um peluche,

a comer uma boneca.

(Beatriz Gaspar)

 

Semeei na minha quinta

o meu jantar.

Nasceu de lá a minha mãe

que me mandou estudar.

(Beatriz Matos)

 

Semeei na minha quinta

a minha escola.

Nasceu de lá

uma camisola.

(Matilde Neto)

 

Semeei na minha quinta

uma professora.

Nasceu de lá

uma doutora.

(Lourenço Botas)

 

Semeei na minha quinta

um Minion amarelo.

Logo nasceu

um rapaz belo.

(Marco Dinis)

 

Semeei na minha quinta

as cuecas do meu pai.

Mas antes de nascer qualquer coisa

ele deu-me um pontapé e eu fui parar ao Havai.

(Duarte Rodrigues)

publicado por ebcoucinheira às 22:01

01
Out 15

     Juntem os ingredientes e preparem corretamente esta importantíssima receita!

     Totalmente inventada pelos alunos dos 3.º e 4.º anos.

IMG_3152.JPG

 

publicado por ebcoucinheira às 19:34

29
Set 14

     Hoje, os alunos dos 2.º e 3.º anos puseram mão à obra na "Fábrica das Histórias".

     Com a ajuda de cartões que continham algumas ideias, misturaram bem os "ingredientes" e cozinharam esta bela história:

 

O desaparecimento do arco-íris

            No tempo em que os animais falavam, havia um caracol que era diferente dos outros caracóis: era muito rápido e vivia no fundo do mar. Chamava-se Turbo e, de vez em quando, ia a terra visitar a sua família.

           

 


22
Nov 13

     Os alunos da turma de terceiro e quarto anos adoram fazer exercícios de escrita criativa. Num deles, ao jeito de Luísa Ducla Soares, puseram mãos à obra e do que "semearam" nasceu um texto interessantíssimo!

 

publicado por ebcoucinheira às 23:56

16
Fev 13

     Os alunos dos 1.º e 4.º anos fizeram um exercício de escrita criativa onde tinham que terminar uma frase dita pela professora.

     Heis o que cada um disse:

 

Se eu fosse muito pequenino(a)…

 

… podia roubar comida quando as pessoas fizessem um piquenique. (Duarte 1.º ano)

… cabia dentro de uma bolsa. (Lourenço 1.º ano)

… podia brincar com um ratinho e ser amigo dele. (Marco 1.º ano)

… dormia numa gaveta. (Matilde Neto 1.º ano)

… podia voar em cima de uma mosca. (Matilde Botas 1.º ano)

… cabia num carrinho de brincar. (Beatriz 1.º ano)

… fazia de um prato de água quente um jacúzi. (Nuno 4.º ano)

… fazia uma casa com a minha sapatilha. (Micael 4.º ano)

… nadava no lava-loiça. (Diogo Domingues 4.º ano)

… surfava numa esponja. (Eduarda 4.º ano)

… passava pela fechadura das portas. (Pedro 4.º ano)

… andava a cavalo de um rato. (Eva 4.º ano)

… fazia de uma faísca uma fogueira. (Fábio 4.º ano)

… jogava à bola com berlindes. (Diogo João 4.º ano)

… fazia do arco-íris um escorrega. (Maísa 4.º ano)

… construía uma casa com pequenos livros. (Micaela 4.º ano)

… dormia num formigueiro. (Tiago 4.º ano)

… dormia em cima de uma flor. (Margarida 4.º ano)

… escondia-me atrás de uma letra. (Jacinta 4.º ano)

… fingia que era um número. (Catarina 4.º ano)

 

 

publicado por ebcoucinheira às 22:14

31
Out 12

     Hoje é Dia das Bruxas (Halloween) e, para o comemorar, alguns alunos aceitaram o desafio de fazerem um exercício de escrita criativa que consistiu na criação de receitas de Halloween, ao gosto de cada um.

     Deram largas à sua imaginação e utilizaram dos ingredientes mais bizarros que possam imaginar! Ora leiam!

 

Bolo sangrento

 Ingredientes:

- 1k de horror

- 100 kg de olhos de ratazana

- 500 kg de cérebro de Frankenstein

- 1 chávena de dentes de vampiro

- orelhas de lobisomem

- 2 narizes de bruxa com borbulhas

- 1 l de medo

- 100 kg de baba de caracol

- 2 l de sangue de zombie

- 1000 aranhas mortas e recheadas de sangue

- 1 lábio de zombie

- 1 cabeça de menino morto

- 20 kg de rugas de bruxa

- 1 g de olhos de vampiro

 

Preparação:

     Num caldeirão gigante, pões 1 kg de horror, 500 g de cérebro de Frankenstein, 20 kg de rugas de bruxa, 2 kg de sangue de zombie e misturas durante 12 horas.

     Depois, juntas 100 kg de baba de caracol, 1000 aranhas mortas recheadas de sangue, 1 lábio de zombie, 1 l de medo e cozes a 1000 graus durante um dia.

     Passado um dia, acrescentas 1 g de olhos de vampiro, orelhas de lobisomem, 2 narizes de bruxa com borbulhas, uma chávena de dentes de vampiro, pões a cabeça do menino no topo e deixas apodrecer 1 ano.

     Uma bruxa irá chegar e transformará o bolo assim: 

Nuno Lopes e Jacinta Silva (4.º ano)

 

 

publicado por ebcoucinheira às 20:36

08
Out 12
     Inspirados na história "Aventuras nos céus" de Telma Botas, os alunos dos 1.º e 4.º anos imaginaram estar deitados a olhar para o céu a ver as nuvens lá em cima, cujas formas faziam lembrar muitas coisas e, de repente, adormeciam e sonhavam com as formas que observaram!...

     Então, agarraram em giz ou lápis de cera branco e desenharam em cartolina azul as formas que imaginaram ver nas nuvens.

     De seguida, cada um contou o "sonho" que imaginou a partir daquelas formas.

     Todos concordaram com o que diz o livro de Telma Botas: as histórias que inventaram não se ficaram só pelo céu. As mais bonitas voaram para o coração das pessoas, tornando-as muito felizes! Como dizia a Patrícia do livro que ouviram ler, o céu tem muito para ensinar!

 

 
publicado por ebcoucinheira às 21:17

07
Out 12

     Os alunos do 4.º ano estiveram, desta vez, a estudar as características do texto descritivo.

     Olharam para uma imagem e puseram mãos à obra para escrever um texto que colocasse em prática o que aprenderam.

     Meninos, a professora Benilde ficou contentíssima com o vosso trabalho! Agora não se esqueçam de aplicar tudo isto nos textos que no dia-a-dia escrevem, pois como já sabem podem e devem incluir partes descritivas nos textos narrativos que escrevem. E mostraram que conseguem fazê-lo de forma correta e criativa. Parabéns!

     Aqui ficam os textos que escreveram:

 

Na praia

     Eu estava a passear e vi uma linda praia com a areia bem amarela, mas não era um amarelo qualquer, era como o amarelo do Sol, muito reluzente e macia.

     A água era do azul mais bonito! Toda a gente adorava aquela praia. Todos os dias estavam lá pessoas, pelo menos uma.

     Todos os barcos preferiam aquela água para navegar. Era água azul como o céu reluzente. A água quase nem tinha ondas, era muito calmo o mar.

     Existiam muitas conchas e também muitas estrelas-do-mar.

     Em todos os pores-do-sol, o céu ficava como uma laranja brilhante e o Sol refletia o brilho para o mar. Era nesses pores-do-sol que todas as pessoas e gaivotas vinham para a praia, muito alegres!

Maísa

 

O pôr-do-sol

     Estava eu na praia a ver as gaivotas a voar e a deslisar no ar. Mas uma gaivota não estava no ar. Estava a ver o pôr-do-sol. Estava tão só…

     As gaivotas eram magníficas. O Sol era tão bonito e tão luminoso, que o céu ficava laranja. O navio era tão vermelho e preto, que deixava as pessoas todas maravilhadas com a sua beleza.

     Mas o pôr-do-sol parecia muito cansado. Até que veio a lua.

     Eu adorei a praia, mas o que eu mais gostei foi o pôr-do-sol.

Jacinta

 

 

publicado por ebcoucinheira às 23:12

05
Out 12

     Inspirados em João Pedro Messeder, os alunos do 4.º ano escreveram pequenas definições para alguns animais, num exercício de escrita criativo que se revelou divertido! Ora leiam:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BORBOLETA

A modelo dos céus. É a mais bela! (Eva)

Carteira das flores vermelhas e amarelas. (Catarina)

Voa, voa. É ela quem dá cor ao céu. Dá espetáculos só no verão! (Maísa)

Tão pequena para ser um animal, voa lá no alto que nem se vê. (Filipe)

Voa, voa ao vento e ao luar. (Diogo Domingues)

Tão bela e tão colorida, esvoaçando pelo ar. (Jacinta)

É giraça como uma fada e voa por todo lado. (Micael)

Coisa que voa e faz espetáculos no verão. (Tiago)

Inseto voador que começa a sua vida a rastejar. (Nuno)

A modelo que desfila só nas festas da freguesia. (Eduarda)

A rainha dos campos cheios de flores coloridas. (Diogo João)

A menina colorida que gosta de passear. (Pedro)

 

publicado por ebcoucinheira às 22:41

03
Abr 12

     Os alunos dos 3.º e 4.º anos inventaram um texto ao jeito de Luísa Ducla Soares, utilizando todas as letras do alfabeto. Ora leiam!

 

Alfabeto sem juízo

A é a Anita, que é a mais pequenita.

B é a Beatriz, que põe o dedo no nariz.

C é a Catarina, que levou uma vacina.

D é o Deco, que anda sempre marreco.

E é a Eduarda, que vive na Guarda.

F é a Fabiana, que comeu uma bifana.

G é o Gabriel, que foi a Penafiel.

H é o Henrique, que viu um alambique.

I é a Inês, que só gosta do número três.

J é a Joana, que parece uma cigana.

K é a Kika, que bebe uma bica.

L é a Luísa, que é uma poetisa.

M é o Micael, que come muito papel.

N é a Nicole, que anda mais devagar que um caracol.

O é a Olívia, que gosta de lixívia.

P é a Paulina, que viu ouro numa mina.

Q é o Quim, que gosta do Dia de S. Valentim.

R é Rhianna, que pesca sem cana.

S é a Sandra, que se queimou numa salamandra.

T é o Tó, que é totó.

U é a Úrsula, que comeu uma bússola.

V é a Vanessa, que corre muito depressa.

W é a Wanda, que caiu da varanda.

X é o Xico, que caiu num penico.

Y é a Yoko, que levou com um coco.

Z é a Zita, que caiu na sanita.

publicado por ebcoucinheira às 12:08

05
Mar 12

     "Hoje estou feliz"!

     Foi este o mote para uma nova atividade de escrita criativa: "palavra puxa palavra", tendo estas palavras como primeiro verso.

     Vejamos o que a inspiração dos alunos dos 3.º e 4.º anos lhes fez criar e escrever desta vez!

 

Palavra puxa palavra

Hoje estou feliz

Feliz é divertido

Divertido é brincar

Brincar com amigos

Amigos do coração

Coração que bate

Bate com alegria.

     Margarida (3.º ano)

 

publicado por ebcoucinheira às 23:22

24
Fev 12

     O que é que uma girafa pode fazer com uma varinha mágica?! Ou uma baleia com uma lupa?!...

     Isso foi o que os alunos dos 3.º e 4.º anos inventaram, fazendo um trabalho de escrita criativa de perguntas e respostas com muita imaginação!

     Ora leiam!

 

O que é que uma baleia pode fazer com uma lupa?

Pode jogar aos agentes secretos.

 

O que é que um gigante pode fazer com um cachecol?

Pode juntar coisas e decorar-se como se fosse um boneco de neve.

 

O que é que uma formiga pode fazer com um candeeiro?

Pode fazer os trabalhos de casa quando já está de noite.

     Diogo João (3.º ano)

 

publicado por ebcoucinheira às 19:22

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


comentários recentes
1371 .. 1+3+7+1 = 12 (soma dos algarismos)3 é o t...
2x + 1/2 x + 1/4 x + 1 = 1008x + 2x + x = 39611x ...
Muita sorte nesta nova etapa. Bjs
Saber que um pedacinho do nosso coração nos deixou...
Quero agradecer à professora por me motivar e me d...
Parabéns Filha.Temos muito orgulho em Ti!
Estão bons os textos... Acho que tem um bom vocabu...
Cara queria saber como começar um texto de descris...
Está muito bem explicado 👻👻👻👻#gostei#amei#adorei#n...
Espero que estes desenhos digam às pessoas o quant...
Adorei todos os desenhos! Eu diverti-me imenso com...
Gostei muito da atividade.Adorei as nuvens .Obriga...
As mães dos alunos são muito sortudas.
É graças à nossa professora que nós tivemos imagin...
Estão todos os desenhos muito bonitos, mas infeliz...
E é assim que também eu fico de coração cheio e co...
Meu muito obrigado ja tenho um subscidio acerca de...
Muita criatividade!!!
Adorei fazer esta atividade!!!
mais sobre mim
pesquisar
 
tags

2.º ciclo

25 de abril

a terra treme

aec

afd

alimentação saudável

almoços

amadeo de souza-cardoso

animadora

animadoras

animais

animais de estimação

apcoi

aperfeiçoamento de texto

articulação

artistas digitais

autorretratos

bibliotecária

blogue

bolsa de mérito

brincadeiras

bullying

caça ao ovo

caminhada

carnaval

ciclo da água

cidadania

clube do pensamento

computador

concurso

concursos

conselhos

criatividade

desafios

desenho sem fio

dia aberto

dia da 3.ª idade

dia da alimentação

dia da árvore

dia da criança

dia da espiga

dia da mãe

dia da pessoa com deficiência

dia de reis

dia de s. martinho

dia de s. valentim

dia do animal

dia do beijo

dia do bolinho

dia do pai

dia mundial do braille

dia mundial do livro

diploma de mérito

educação literária

emoções

escolas floridas

escrita criativa

escritora

estudo do meio

estufas

ex-alunos

experiências

expressão dramática

expressão físico-motora

expressão musical

expressão plástica

fábrica das histórias

fantoches

feira do livro

férias

figuras geométricas

final de ano

finalistas

halloween

heróis da fruta

história de portugal

histórias

impossibility challenger

inglês

instrumentos

inverno

jogo dos espelhos

lateralidade

lengalengas

leonor lourenço

letras

liberdade

livro

livro digital

luísa ducla soares

magusto

malala

maratona de leitura

matemática

matemática divertida

mês internacional das bibliotecas escola

mini-olimpiadas

música

natal

número do dia

o lanche do senhor verde

objeto especial

oferta complementar

outono

parque da serafina

parque dos monges

páscoa

pedaços no céu

perigos da internet

pipocas

plasticina

poemas

politeama

português

prémio

prevenção rodoviária

primavera

primeiros socorros

problema da semana

professora ana

professora benilde

professora regina

projeto

projeto de articulação

provas de aferição

provas finais

provérbios

puzzle

quadro interativo

regresso às aulas

relaxamento

saída ao meio

semana da leitura

sentidos

sentimentos

simetrias

sismo

sismos

sólidos geométricos

tasquinhas

teatro

textos

tic

trabalhos

último dia de aulas

valorlis

van gogh

visita

visita de estudo

vivaldi

xadrez

todas as tags