Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Fábrica das Histórias

ebcoucinheira, 16.11.11

     Os alunos dos 3.º e 4.º anos voltaram a ser operários da "Fábrica das Histórias" e terminaram ontem mais uma bela história!

     Desta vez, os cartões escolhidos à sorte foram os seguintes:     

     O início: Era uma vez;

     O espaço: No país dos brinquedos;

     O herói: Uma princesa ratazana;

     Os bons: Um cuco velhinho;

     Os maus: Um terrível feiticeiro;

     A missão: Procurar a fada do arco-íris;

     O trunfo: Uma chave que abre todas as portas;

     O desfecho: E agora vamos embora, que está na hora de acabar a história!

 

     Cliquem onde diz "Ler o texto" e vejam como temos bons escritores cá na turma!

 

À procura da fada do arco-íris

 

     Era uma vez uma princesa ratazana que vivia num castelo situado no País dos Brinquedos. Ela tinha cabelos louros, olhos azuis e vestia sempre vestidos cor de rosa com brilhantes e usava uma tiara dourada com diamantes na cabeça. Quando ela passava, todos os brinquedos ficavam a olhar com um ar apaixonado e ofereciam-lhe presentes cor de rosa e ela dizia sempre:

     - Muito obrigada! Adoro cor de rosa!

     Havia um terrível feiticeiro que odiava todas as cores, exceto o preto e o cinzento. Um dia, lançou um feitiço malvado para fazer desaparecer todas as cores de que não gostava e o País dos Brinquedos ficou todo preto e cinzento.

     A princesa, quando viu o que tinha acontecido, começou a gritar:

     - Não posso crer!… Onde está o meu cor de rosa?!

     Um dos soldados da princesa ratazana disse que apenas a fada do arco-íris poderia quebrar aquele feitiço.

     A fada vivia longe do castelo da princesa. Quando as cores desapareceram, houve uma grande explosão na sua casa e a fada desapareceu.

     A princesa ratazana foi a casa da fada do arco-íris, mas não a encontrou. Ao ver toda aquela destruição, desmaiou de susto… Um cuco velhinho, que era o animal de estimação da fada, sobreviveu à explosão e ajudou a princesa ratazana a acordar, cantando:

     - Cu-cu, cu-cu, cu-cu!

     A princesa acordou e disse:

     - Onde estou?…

     - Não te lembras?… – perguntou o cuco velhinho, espantado.

     - O que aconteceu? – perguntou a princesa.

     O cuco explicou tudo o que se tinha passado e a princesa começou a lembrar-se e a ficar muito preocupada.

     - Vamos à procura da minha dona! – ordenou o cuco.

     Eles desconfiavam que poderia ter sido obra do terrível feiticeiro. Começaram a andar e a princesa ratazana pediu ao cuco:

     - Cuco, voa até ao cimo das nuvens e vê se encontras o castelo do feiticeiro, enquanto eu tento encontrar pistas no chão.

     O cuco avistou ao longe um castelo e, à janela, estava alguém com um grande chapéu bicudo preto e cinzento e disse:

     - Está ali! Está ali!

     A ratazana foi andando e encontrou no chão a varinha mágica da fada e um frasco de pó mágico e disse:

     - Encontrei duas pistas! Se calhar a fada do arco-íris foi raptada pelo feiticeiro. Vamos até ao castelo!

     Quando chegaram perto do castelo, o cuco, como era muito velhinho, faleceu e a ratazana ficou muito triste e começou a chorar. O feiticeiro ouviu-a e mandou um dos seus aprendizes apanhá-la e colocá-la nas masmorras do castelo, junto à fada do arco-íris.

     O feiticeiro e o aprendiz não sabiam que a princesa ratazana tinha uma chave que abria todas as portas do País dos Brinquedos. Então, quando o aprendiz que ficou a guardar as duas adormeceu, a princesa abriu a porta e elas fugiram rapidamente.

     Pelo caminho, a fada do arco-íris ia tocando em todas as coisas e elas voltaram a ter a sua cor verdadeira.

     Para que o feiticeiro não voltasse a fazer o mesmo, a fada do arco-íris disse estas palavras mágicas:

     - Perlim-pim-pim, perlim-pim-pim, faz o feiticeiro desaparecer, agora sim!

     O feiticeiro desapareceu e todos os habitantes do País dos Brinquedos viveram felizes para sempre!

     E agora vamos embora, que está na hora de acabar a história!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.