Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Texto narrativo

ebcoucinheira, 04.10.12

     Os alunos do 4.º ano estão a trabalhar os tipos de texto.

     Já conhecem muito bem as características do texto narrativo e, para as aplicarem, cada um escreveu uma possível continuação de um pequeno excerto de um texto de João Pedro Mésseder: "O aquário", inventando a continuidade do desenvolvimento da história, com sequência lógica e organização de ideias, e escrevendo uma conclusão com o desfecho da ação.

 

     Heis o excerto do texto:

    Era uma vez um peixe vermelho. E era uma vez um grande aquário. Um aquário grande, pousado numa mesa comprida, ao canto de uma sala. Era aí que o menino passava horas, de olhos perdidos nos seixos, nas conchas, nos habitantes daquele lago em miniatura.

     É que lá dentro viviam outros peixes. Eram três e de cor azul. Mas todos invejavam o peixe vermelho, cujas barbatanas flutuavam na água, como pequenas chamas de seda.

 

     E heis a continuação dada pela Maísa:

    Certo dia, o Flávio foi buscar o seu amigo. Eles iam passar o dia juntos.

     O seu amigo viu os peixes e perguntou:

     - Dás-me aquele peixe vermelho? É bem giro!

     Ao que o Flávio respondeu:

     - Desculpa, mas não posso. A minha irmã gosta muito dele.

     O pai do amigo do Flávio veio buscá-lo e foram para sua casa.

     No dia seguinte, o Flávio foi à feira e ganhou um peixe dourado. Levou-o para o aquário e deixou lá o seu novo peixe. Mas acontece que o peixe vermelho ficou com inveja da sua beleza, mas os outros peixes adoraram-no.

     O peixe vermelho sentiu-se culpado por tudo e pediu desculpa e, com muita sorte, todos desculparam.

     O peixe dourado exclamou:

     - Peixe vermelho, não se pode ser perfeito, mas pode ser-se amigo!

     O peixe ficou consolado e todos viveram felizes!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.