Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Gosto da escola!

Blogue da Escola Básica de Coucinheira. Para dar uma espreitadela ao que por cá fazemos e perceber por que razão gostamos tanto da nossa escola!

Se eu fosse...

ebcoucinheira, 29.09.11

Lengalengas criadas pelos alunos da turma 14 (3.º e 4.º anos):

 

Se eu fosse um rato, comia um pato.

Se eu fosse uma ovelha, comia a tua orelha.

Se eu fosse um gato, comia um rato.

Se eu fosse um cão, comia um pão.

Se eu fosse um gato, roía um sapato.

Martim

 

Se eu fosse um cão, comia pão com chourição.

Se eu fosse uma ovelha, bebia groselha.

Se eu fosse uma porta, já estaria morta.

Se eu fosse um cão que estivesse a chorar, começava a cozinhar para me animar.

Se eu fosse um rato, vivia num sapato.

Se eu fosse um macaco, andava sempre de fato.

Tomás

 

Se eu fosse uma aranha, enrolava-me no homem-aranha.

Se eu fosse uma coruja, lavava a roupa suja.

Se eu fosse um esquilo, namorava com um grilo.

Se eu fosse uma bola, saltava tanto que batia na tola.

Se eu fosse um cachecol, enrolava-me num caracol.

Se eu fosse uma abelha, picava uma coelha.

Tiago Rosa

 

Se eu fosse um gato, engolia o rato.  

André

 

Se eu fosse uma porta, caia para cima da torta.

Se eu fosse uma ovelha, mordia a tua orelha.

Se eu fosse uma caneta, pintava a tua chupeta.

Se eu fosse um pauzinho, picava-te o olhinho.

Se eu fosse uma bola, fugia para Angola.

Se eu fosse uma cola, colava-te na escola.

Se eu fosse uma cartolina, mudava a cor da gasolina.

Fábio

 

Se eu fosse uma porta, caia para cima da Tóta.

Se eu fosse uma ovelha, ia atrás de uma velha.

Se eu fosse um mocho, seria coxo.

Se eu fosse professora, não tocaria numa vassoura.

Se eu fosse um computador, não teria dor.

Se eu fosse uma garrafa, não teria carapaça.

Eva

 

 Se eu fosse um chimpanzé, queria um bebé.

Se eu fosse a digestão, comia um pão.

Se eu fosse um ano, queria um mano.

Se eu fosse um queijo, dava um beijo.

Se eu fosse um computador, criava um temor.                

Diogo João

 

Se eu fosse uma ovelha, comia a tua orelha.

Se eu fosse uma banana, tinha uma pestana.

Se eu fosse um muro, era duro.

Se eu fosse o Luís, tira macacos do nariz.

Eduarda

 

Se eu fosse uma galinha, levaria com uma pinha.

Se eu fosse um pato, iria ser picado por um cato.

Se eu fosse uma flor, tinha muito calor.

Se eu fosse um vidro, seria partido.

Se eu fosse guloso, seria famoso.

Se eu fosse um computador, perdia o meu amor.

Pedro

  

Se eu fosse um pato, batia no teu saco.

Se eu fosse uma ovelhinha, batia na tua orelhinha.

Se eu fosse um gato, batia no teu sapato.

Se eu fosse um avião, batia contra o teu pão.

Filipe

 

Se eu fosse um gato, batia no rato.

Se eu fosse uma coelha, brincava com uma ovelha.

Se eu fosse um cão, comia ração.

Margarida

 

Se fosse uma galinha, comia a panela da vizinha.

Se eu fosse uma porta, semeava a tua horta.

Se eu fosse uma ovelha, comia a abelha.

Se eu fosse um camelo, comia cabelo.

Maísa

 

Se eu fosse um jogador de futebol, chutava o cachecol.

Se eu fosse um cão, ia para o camião.

Se eu fosse um pato, ia para o prato.

Micael

 

Se eu fosse um macaco, saltaria por dentro de um arco.

Se eu fosse o Pinto da Costa, fazia-te uma proposta.

Se eu fosse um ladrão, assaltaria um camião.

Se eu fosse uma casca de tremoço, mandavam-me a um poço.

Se eu fosse o Micael, comia muito papel.

Se eu fosse o Papa Bento dezasseis, visitava muitos reis.

Alexandre

 

Se eu fosse um sapato, matava o rato.

Se eu fosse uma carroça, acelerava na fossa.

Se eu fosse um gato, comia o sapato.

Nuno

 

Se eu fosse um gato, comia o teu pato.

Se eu fosse uma ovelha, comia a abelha.

Se eu fosse uma porca, comia a tua porta.

Se eu fosse um camelo, comia o teu cabelo.

Tiago Gil

 

Se eu fosse um gato, comia um rato.

Se eu fosse uma faca, cortava a vaca.

Diogo Domingues

 

Se eu fosse um gato, comia um rato.

Se eu fosse um sorriso, tinha muito riso.

Jacinta

1 comentário

Comentar post